Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ainda há cartas de amor

Sábado, 27.09.08

 

"Todas as cartas de amor são ridículas...

as cartas de amor...se há amor..são ridículas..."

 

 

                       Mensagem, Maria Bethania

 

 

Ridículas porque nos mostramos sem máscara...sem maquilhagem...Somos nós... Amamos

Mas quantas verdades uma carta de amor nos pode trazer...quanta felicidade...

quanta ternura...quanta esperança...

quantos sonhos ...quantas esperas...

numa carta de amor põe-se cada sentimento despido de nós mesmos...sem refúgios no coração do outro...

nas cartas de amor desenhamos as palavras que povoam o coração...rendilhamos os afectos

que fervilham ansiosos de se encontrarem no coração do outro...

no coração avistado...e logo tornado nosso...além no azul do firmamento...

 

"...É bom quando temos uma Estrela cujo brilho sabemos que é nosso.

Essa Estrela específica tem uma luminosidade própria e adequada, e só ilumina o coração daquele que a elegeu como centro do seu sistema solar.

...Sendo feminina, é mulher que seduz, que enfeitiça, e que aquece o coração de quem ama.

Na vida todos deviamos ter uma Estrela..."

 

É de uma carta de amor que "falo" é de uma que escrevo

e da felicidade da Estrela que a recebeu... uma Estrela feliz na galáxia de um grande amor...

Ainda há cartas de amor...

e Estrelas que se encontram...Estrelas prometidas...enlaçadas em luz...

estrelas que esperam um olhar...no seu olhar...

 

Só é ridículo quem nunca escreveu cartas de amor...

e nunca olhou acima de si...para lá de si...

quem não acalentou o sonho de amar...

de acreditar...

que cada um de nós tem a sua Estrela

mesmo que o caminho até Ela seja muitas vezes longo...

penoso...sombrio...desencontrado...

 

    Ainda há cartas de amor!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 23:14

Parabéns amiga!

Domingo, 07.09.08

 

 Há um ano...tanto tempo...pouco tempo...não importa

debatia-me na procura de palavras para te falar de amizade

da que nos une e faz  de nós pessoas com alma gémea

dizia nessa altura que queria ser poeta...

porque nesses as palavras são belas...

coloridas... perfeitas...

tristes...magoadas...sombrias...

são as tonalidades do sentimento

continuo sem ter a força do poeta

coração de poeta

discurso de poeta

mas tenho a voz do mar e o desejo de cantar

PARABÉNS

a ti minha amiga

minha irmã de tantos e todos os momentos...

a esta Amizade

que brilha nas ondas que avisto desta janela

num sol quente em fim de verão

num bailado ritmado de brisa brincando com o aroma estonteante de sal

de algas adormecidas no leito branco da espuma

desce agora calma a tarde

no suave mergulho da luz difusa

pinta-se o céu de tons que gostas...fogo

terra cota e anil

cobre-se o teu dia de auroras

e deslizam esperanças nos corações a quem te dás

E não sendo poeta...as palavras chegam-me com o movimento das ondas

com o ritmo dos sentidos

com a felicidade que sinto

em ter caminhado contigo em todas as direcções

em trocar pedaços da nossa existência...

 

Este dia, fica para sempre gravado nas páginas da minha memória, por ser o teu dia

e porque também neste dia, a voz do vento, o murmúrio do mar, o voo de pássaros, o olhar além...e doce esse olhar!

enfeitam-me o horizonte adormecido, de felicidade prateada, brilhante, com ternura...esperança...

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 23:45





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930